.


Microconto do bandido
(Arth Silva)

Não havia tempo para explicar.
Era a bolsa ou a vida.

4 comentários oníricos::

Curtt disse...

Microconto da vítima consciente:

Noite, rua deserta, medo:
- É a bolsa ou a vida - vociferou o bandido.
A vítima, rindo:
- Nem uma coisa nem outra. O conto termina agora.

Abraços.

P.S.: Você leu o texto Cloaca? Acho que ele ficaria bem numa tirinha.

Eder Asa disse...

Quem conta um microconto, aumenta um microponto?

- É a bolsa ou a vida - Grita o economista, em pleno pregão.

HAHA'

Arth Silva disse...

heeheh agora cada um faz sua versão do microconto da vítima kkkkk

gostei das versoes!

Adorei o texto cloaca, vou com certeza desenhar ele!

Tiago Moralles disse...

Essas horas não tem nem tempo pra responder.



Este é um blog de sonhos cotidianos.
Toda e qualquer semelhança com fatos reais é mero plágio da vida.