.

Túmulo

(Arth Silva)


Ao dizer adeus, devolvi os sonhos que eram seus.

Dentro do seu olho fundo

meu reflexo vagabundo era tudo que via ali.

Seu olho uma cova, me enterrando dentro de ti.

3 comentários oníricos::

Eder Asa disse...

Morri de inveja agora HAHA'

"Porque se o amor é belo, a morte é ainda mais."

Eryck Magalhães disse...

Texto profundo como uma cova!
Abraço!

Isabela Xavier disse...

Nossa, lindíssimo e intenso!



Este é um blog de sonhos cotidianos.
Toda e qualquer semelhança com fatos reais é mero plágio da vida.